Amigos de 30 anos de

UFRJ se reencontram

Veja galeria de fotos que traduzem a emoção da festa

O dia 3 de agosto ficará marcado na memória e no coração dos companheiros técnico-administrativos que comemoraram 30 anos de muitas histórias na UFRJ. A confraternização, no Clube dos Empregados da Petrobras (CEPE), que teve o apoio do Sintufrj e do CEPE-Fundão, emocionou a todos.

 

Foram muitos depoimentos de agradecimento pela iniciativa, afinal nada melhor que reencontrar velhos amigos para celebrar e reafirmar laços. A festa “Geração 30 anos UFRJ” reuniu a maioria do pessoal que entrou na gestão Horácio Macedo e ratificou o sentimento de solidariedade construído pelo reitor que lutou lado a lado com os movimentos pela autonomia da universidade.

 

A comissão organizadora, Carlos Rodrigues, Rosangela Gambine e Ana Maria Ribeiro, se surpreendeu com a dimensão que a reunião tomou. “Pensei em reunir 20 colegas e chegamos a 122 pessoas”, disse Carlos, o idealizador do encontro. “Foi maior do que esperava. Esse encontro foi um marco na UFRJ”, declarou Rosângela.

 

O sucesso foi tão grande que a comissão já pensa em promover outra reunião e em local maior para poder agregar a todos os interessados. Na última hora, as solicitações para participar aumentaram, mas o local tinha limite de pessoas. Todos os participantes contribuíram para o pagamento do buffet.

 

Agradecimentos

 

“A festa foi impecável. O que mais marcou foi o sentimento coletivo de pertencimento e de construção de ao logo de 30 anos de uma universidade pública e gratuita e melhor para a sociedade. Foi o resgate de todas as por garantias e direitos, dentre os quais o reconhecimento do nosso papel como agentes importantes na produção do conhecimento”, Jefferson Salazar.

 

“Linda homenagem aos servidores que contribuíram e que ainda contribuem para que a UFRJ continue firme na luta por uma educação de qualidade e de possibilidades a todos. Encontrei muitos colegas que fizeram parte da minha caminhada”, Rejane.

 

“Amigos, aproveito para agradecer muito. Foram horas que esqueci dos problemas e vivi. Momentos de alegria, de saudade sim, mas senti que se mantém acesa a amizade e o companheirismo, apesar de pequenas diferenças de opinião. Se Horácio Macedo pode ver de lá onde está viu que acendeu uma chama de felicidade, de um coração apertado de tanta emoção de seis filhos de coração. Entrei na UFRJ em 1980 antes dele ser nosso reitor, mas conheci e compreendi os eu pensamento e vivi às suas ações. Em minha trajetória tenho e tive muitos amigos e a UFRJ na minha vida. Que venham outros porque para mim a UFRJ é pura emoção e nos proporciona o bem viver para quem quiser”, Alda.

 

“Festa maravilhosa. Tudo lindo, bem organizado, bem gostoso, embalado por músicas deliciosas e coreografadas pelo nosso querido professor de dança Davi. Reencontramos pessoas que não víamos há algum tempo, vimos outras que fazem parte do nosso dia a dia e quem amamos e temos muita gratidão pelo apoio e companheirismo em determinado momento das nossas vidas. Tivemos o prazer de conhecer colegas que embora estejam na UFRJ há tanto tempo como nós, não conhecíamos. Foi um momento para ficar na história da UFRJ e das nossas vidas”, Fernanda.

 

“Já estou com saudades. Faz tempo que não tinha esse sentimento de união na UFRJ. Precisamos de mais momentos desses. Nós como servidores estamos muito desmotivados. Valeu mesmo! Foi uma dose dupla de união”, Izabel Souza.

 

“Parabéns aos organizadores e a todos nós por essa linda festa. Foi muito especial revê-los e sentir de perto o que há muitos anos aprendi: do quanto o movimento organizado dos técnico-administrativos da UFRJ é responsável por um aprendizado de luta, de resistência e de firmeza inquebrantável na democracia entre aqueles que trabalham. Muito obrigado a todos por esses 31 anos!”, Lenin Pires.

 

“Quero agradecer a todos e, em especial, aos organizadores, por esta festa maravilhosa. Tenho 31 anos de UFRJ e de IFCS. Nunca trabalhei em outra unidade e confesso o meu receio em sentir-me um “peixe fora d´água”. Ainda bem que estive com vocês. Dancei, bebi e confraternizei com os amigos que conhecia e os novos amigos que fiz. A recepção que tive me fez sentir acolhida e bem-vinda! Desejo, de coração, que outros encontros aconteçam! Por antecipação já digo “presente”, Sônia Reis.

 

“Agradeço a Carlinhos e Rosângela. Foi muito legal e me fez muito bem...ver várias(os) colegas que fizeram e fazem parte da minha vida...Peço desculpas para quem eu não vi e não cumprimentei...Passei pela Odonto, CCJE e PR-4. Encontrei queridíssimas pessoas dos três lugares”, Agnaldo Fernandes.

 

“Que linda festa vocês proporcionaram para os presentes e para aqueles que a viveram de longe. Fiquei muito emocionado pelos depoimentos de agradecimento e pela felicidade que vocês proporcionaram a tanta gente”, Sérgio Fontoura.

 

“Obrigada aos organizadores e a todos os amigos que revi, abracei e pude compartilhar de horas prazerosas em companhia de amigos queridos”, Cláudia Damiana.

 

“Parabenizo a comissão pela ideia do encontro, esse momento de reencontros que afinal não são 30 dias. Não pude comparecer, mas fiquei curtindo pelas fotos e vídeos. Espero que tenha outros encontros e possa participar de mais uma história na minha querida UFRJ”, Moacir Moura.

 

“Esse encontro mostrou que pensamos diferente, porém nosso sentimento ao reencontrar um amigo (a) de trabalho é exatamente o mesmo. Carinho, satisfação, amor e muito respeito. Desejo do fundo do coração que possamos regar diariamente essa semente que foi plantada há 30 anos e hoje podemos colher esse fruto maravilhoso”, Vander.

 

“Esse momento vai ficar na história de nossas vidas. Foi sensacional estar com vocês. Uma pena que tive que sair cedo, mas fiquei olhando as fotos postadas. Podíamos manter o grupo e já marcar uma confraternização para o fim do ano”, Ailton.