Expectativas de quem chega à UFRJ

No dia 16 de abril, 87 aprovados em concurso para cargos técnico-administrativos assumiram suas funções na UFRJ. A média de idade dos recém-ingressos é de menos de 40 anos. Embora 50 deles desempenhem a função de assistente em administração, que exige somente curso médio, a maioria tem graduação completa. Nestes depoimentos rápidos ao Jornal do Sintufrj, quatro dos novos companheiros de trabalho revelam o que esperam da universidade daqui para a frente.

Nayane Pereira de Oliveira, 26 anos, com Licenciatura em Química pela UFRJ, foi designada para atuar como assistente em administração no Complexo Hospitalar. Moradora da Ilha do Governador, acredita que, ao trabalhar em 2016 em um posto de saúde, adquiriu experiência importante para ser aprovada no concurso da universidade. No momento só tem um objetivo, que é realizar bem seu trabalho: “Espero fazer o melhor possível para ajudar a instituição a enfrentar a situação difícil que atravessa, pois a UFRJ é de grande importância no atendimento à sociedade”.

Raquel Alves da Silva, 26 anos, formada em Engenharia de Materiais, também assumiu o cargo de assistente em administração no Complexo Hospitalar. Moradora de Realengo, estava desempregada e estudava para concurso. Ela quer crescer profissionalmente na UFRJ: “Como perguntaram sobre nossa experiência, espero que seja lotada num lugar em que possa contribuir muito profissionalmente. Entendo que é preciso manter a universidade pública viva, porque essas instituições de ensino formam os melhores profissionais para o mercado de trabalho”.

Leandro de Jesus Fernandes, 25 anos, morador de Cascadura, interrompeu a graduação em Engenharia para se preparar para o concurso de assistente administrativo da UFRJ. Mas ele ainda não sabe se encerrará sua carreira de concurseiro: “Dependendo do que a UFRJ me ofereça e se sentir que a progressão é vantajosa, vou me manter aqui”.  Apesar da insegurança em relação ao seu futuro na instituição, o sucesso do rapaz no concurso deixou orgulhosos seus familiares. Na cerimônia de posse,

Leandro estava acompanhado da avó e do pai.

Alessandra de Souza Mello, 29 anos, é outra candidata aprovada em concurso para assistente em administração no Complexo Hospitalar. Ela pretende cursar graduação em Gestão Pública. Residente em Barros Filho, estava desempregada e aproveitava o tempo livre estudando para concurso. Ao lado da mãe e de uma amiga, recebeu, sorridente, o termo de posse. Ela espera crescer em sua carreira na UFRJ, onde pretende dar o seu melhor. “É enorme a importância desta universidade, uma das melhores do país, e é preciso que o governo reconheça isso”, disse.