Segundo Turno

Eleições do Sintufrj - triênio 2017/2020

dias 15, 16 e 17 agosto, 2017

Primeiro Turno

Categoria vai às urnas em agosto

Começa a disputa para a direção do Sintufrj e composição do Conselho Fiscal da entidade

Três chapas disputarão a preferência dos sindicalizados para assumir a direção do Sintufrj (gestão 2017-2020). Os concorrentes se inscreveram no último dia do prazo determinado no edital, ou seja, na quinta-feira, 6 de julho, na secretaria do Sintufrj. A homologação foi no dia seguinte.

Concorrem a Chapa 1: Frente de Oposição – Pra Mudar o Sintufrj; Chapa 2: Ressignificar – Nenhum Direito a Menos; Chapa 3: Unidade na Luta (Tribo, MLC e CSC) – Nenhum Direito a Menos!

 

A eleição para a direção do Sintufrj e composição do Conselho Fiscal, em primeiro turno, será realizada nos dias 15, 16 e 17 agosto; em segundo turno nos dias 12, 13 e 14 de setembro. Conheça as chapas:

Chapa 1

Frente de Oposição – Pra Mudar

o Sintufrj

 

Coordenação geral

Rodrigo Gomes Martins Andrade

Fabrício Rodrigues Caseiro

Vera Lúcia Valente de Freitas

 

Coordenação de Organização

e Política Sindical

Adriano Cícero Rabello

Daniele de Carvalho Grazinoli

Vandir da Costa

 

Coordenação de Educação, Cultura e Formação Sindical

José Rodolfo Santos da Silveira

Cristiane da Costa Lopes Roma

Camila Garcia Baz

 

Coordenação de Administração e Finanças

Antônio Gutemberg Alves do Traco

Rafael Monteiro Raposo

Valéria Pereira Silva

 

Coordenação de Comunicação Sindical

Maíra de Oliveira Alves

Pedro Barreto Pereira

Fábio Roberto Marinho da Cruz

 

Coordenação de Políticas Sociais

Roseni Lana da Mota

Michelle Rodrigues de Moraes

Marta da Silva Batista

 

Coordenação de Esporte e Lazer

Moacir Selmo Magalhães

Mariana Gomes Martins Magaldi da Silva

Sílvia Costa Alves

 

Coordenação de Aposentados e Pensionistas

Edson Vargas da Silva

Júlio Cesar Oliveira da Silva

Maria Cristina Vieira Bastos

 

Suplentes

Ana Beatriz Pinheiro e Silva

Márcia Rocha de Aquino

Luciana Lombardo Costa Pereira

Albertina de Souza Guimarães

 

Conselho Fiscal

 

A chapa 1 não apresentou candidatos.

 

Chapa 2

Ressignificar – Nenhum Direito

a Menos

 

Coordenação Geral

Neuza Luzia Pinto

Gerly Lucy Miceli

Huascar da Costa Filho

 

Coordenação de Organização

e Política Sindical

Jessé Mendes Moura

Wilmar Alcântara

Boaventura Sousa Pinto

 

Coordenação de Educação, Cultura e Formação Sindical

Joana Maria de Angelis

Damires dos Santos França

Elainne Araújo Viveiros Alves

 

Coordenação de Administração

e Finanças

Nilce da Silva Corrêa

Maria Angélica Pereira da Silva

Delma Dutra Moraes da Cunha

 

Coordenação de Comunicação Sindical

Marisa Pereira Góes de Araújo

Kátia da Conceição Rodrigues Manoel da Silva

Paulo César dos Santos Marinho

 

Coordenação de Políticas Sociais

Ruy de Azevedo dos Santos

Ivânia de Jesus Severo Ferreira

Celso Procópio Eduardo Júnior

 

Coordenação de Esporte e Lazer

Noemi de Andrade

Dulcinéa Barcellos de Souza

José Caetano Ribeiro

 

Coordenação de Aposentados e Pensionistas

Augusto Barbosa dos Santos

Alda Lúcia dos Anjos Santos

Maria Sidônia dos Santos Lira

 

Suplentes

Luiz Antônio Barbosa

Luiz Otávio de Souza Silva

Débora da Silva Ramos

Ênio Pereira Rangel

 

Conselho Fiscal

 

Titulares

Vera Lúcia Telles

Roseni Lima de Oliveira

Alberto Cláudio dos Santos

Frederico Matheus de A. S. Reis

Cliton Mendes dos Santos

 

Suplentes

Jurema dos Santos Alves

Luiz Fernando de Oliveira

Sérgio Luiz Barbosa Galdino

Luiz Carlos da Silva

José Roque Duarte

Chapa 3

Unidade na Luta (Tribo, MLC e CSC) – Nenhum Direito a Menos!

 

Coordenação Geral

Francisco de Assis dos Santos

Diego de Faria Magalhães Torres

Esteban Roberto Ferreira Crescente

 

Coordenação de Organização

e Política Sindical

Nivaldo Holmes de Almeida Filho

Antônio Eduardo dos Santos Conceição

Luciano da Cunha do Nascimento

 

Coordenação de Educação, Cultura e Formação Sindical

Miguel Ângelo de Mattos Bento

Maria Inês Pereira Guimarães

Veraluce Aguiar Esteves

 

Coordenação de Administração

e Finanças

Ana Célia da Silva

Rafael Coletto Cardoso

Márcia Cristina Farraia da Silva

 

Coordenação de Comunicação Sindical

Aluízio Paulino do Nascimento

Milton Sérgio Santos Madeira

Carmen Lúcia Mendes Coelho

 

Coordenação de Políticas Sociais

Vera Lúcia Mendes da Silva

Marli Rodrigues da Silva

Clério Francisco Rosa

 

Coordenação de Esporte e Lazer

Jorge Pierre Eugênio da Rosa

Délia de Barros Luiz

Antônio Theodoro da Silva Filho

 

Coordenação de Aposentados e Pensionistas

Helena Vicente Alves

Elza Bastos Borges

Maria do Rosário Martins Marins

 

Suplentes

Eliane Correia da Silva Soares

Vânia Maria Godinho Carlos Louvisse

Antônio Clóvis Britto de Araújo

Marlene Novenas Rosa

 

Conselho Fiscal

 

Titulares

Geraldo Teotônio da Silva

Adriani Pinheiro Freire

Rafaela Franco Binatto

Jorge Nogueira e Oliveira

Washington Bernardo a Silva

 

Suplentes

Selma Martins Azevedo

Gercino Teotônio da S. Filho

Rubia dos Santos Silveira

Hilem Moisés de Souza Rodrigues

Justina Gomes da Silva

Regimento Eleitoral e Edital

Diretoria Executiva e Conselho Fiscal

Edital de Eleição para a Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFRJ (Sintufrj) – Triênio 2017 – 2020

 Horário de votação das 9h às 17h, exceto nas unidades hospitalares, que será das 7h às 20h, e naquelas com funcionamento noturno, em que a votação será das 8h às 20h;

 

 São eleitores todos os servidores técnico-administrativos e docentes, incluindo ativos, aposentados e licenciados, desde que filiados ao Sintufrj com desconto da contribuição ao Sindicato no contracheque do mês de junho de 2017 e que estejam em dia com suas obrigações estatutárias;

 

 Eleitores ausentes na listagem poderão reivindicar inclusão e os interessados poderão questionar, mediante impugnação, fundamentada, a lista apresentada até o dia 24 de julho de 2017, por escrito, à Comissão Eleitoral;

 

 A lista definitiva dos filiados com direito a voto será divulgada no dia 31 de julho de 2017. Esta também será entregue às chapas e publicada no site da entidade;

 

 O pedido de registro de chapas será feito à secretaria da sede do Sintufrj dias 5, 6 e 7 de julho de 2017, das 9h às 17h, e será homologado no dia 7 de julho de 2017;

 

  No caso de pedido de impugnação de chapas ou candidatos, este deverá ser efetivado no dia 10 de julho de 2017, até as 12h, junto à Comissão Eleitoral, que deverá se posicionar até as 15h. O recurso será aceito até as 17h.;

 

 Confirmada a impugnação, as chapas terão até as 12h do dia 11 de julho de 2017 para substituição de nomes, que serão analisados até as 16h;

 

 O voto é facultativo e o sufrágio é universal e secreto, sendo obrigatória a apresentação de documento de identidade com foto;

. A apuração ocorrerá de acordo com o parágrafo 1º do artigo 34 do Regimento Eleitoral;

 

 Se houver mais de duas chapas inscritas, a eleição será em dois turnos, desde que nenhuma delas obtenha 50% mais um dos votos válidos;

 

 A posse será, no mínimo, em 15 dias corridos após o resultado final.

 

DA DATA E HORA DAS ELEIÇÕES

Artigo 1 - A eleição para preenchimento dos cargos da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro - SINTUFRJ, com seus (suas) respectivos (as) suplentes, com mandato de 03 anos relativo ao triênio de 2017/2020, realizar-se-á nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 2017. Em, havendo necessidade de realização de segundo turno, as eleições ocorrerão nos dias 12, 13 e 14 de setembro de 2017.

§ 1º - O horário de votação será de 09:00 às 17:00 horas, exceto nas seções que atenderão os Hospitais Universitários e as Unidades em funcionamento noturno.

§ 2º - Nas unidades hospitalares, a votação ocorrerá das 07:00 às 20:00 horas.

§ 3º - Nas unidades não hospitalares, com funcionamento noturno, a votação ocorrerá das 08:00 às 20:00 horas.

Artigo 2 - É condição para realização da eleição da Diretoria Executiva a existência de pelo menos 01 (uma) chapa inscrita, contendo os nomes dos (as) 24 candidatos (as) aos cargos efetivos e dos (as) 04 suplentes, seus número do SIAPE e a assinatura de todos (as) os (as) seus (suas) integrantes.

Artigo 3 - Para eleição do Conselho Fiscal é necessária a existência de pelo menos 01 (uma) chapa inscrita, contendo os nomes dos (as) 05 candidatos (as) ao cargo efetivo e dos (das) 05 suplentes, seus, número do SIAPE e a assinatura de todos (as) os (as) seus (suas) integrantes.

 

DOS ELEITORES

Artigo 4 - São eleitores (as), para fins deste Regulamento, todos (as) os (as) servidores (as) técnico-administrativos e docentes, incluindo ativos (as), aposentados (as) e licenciados (as) desde que filiados (as) ao SINTUFRJ  com desconto da contribuição ao Sindicato no contracheque do mês de junho de 2017 e que estejam em dia com suas obrigações estatutárias.

Parágrafo Único - No caso de servidor com acumulação de cargos, e que tenha, efetivamente, filiação em ambos os registros, estando quites com suas obrigações sindicais, terá direito a dois votos, sendo-lhe fornecidas duas cédulas para votação.

Artigo 5 - A lista de eleitores (as) será divulgada no dia 17 de julho de 2017.

§ 1º - Os (as) eleitores (as) ausentes da listagem poderão reivindicar sua inclusão, e os (as) interessados (as) poderão questionar mediante impugnação de forma fundamentada, a lista apresentada, até 24 de julho de 2017, por escrito, junto à Comissão Eleitoral.

§ 2º - Em caso de impugnação do nome de algum (a) eleito (a), o (a) interessado (a) fundamentará os motivos da impugnação, cabendo o julgamento e decisão final à Comissão Eleitoral.

§ 3º - A relação definitiva dos (as) filiados (as) com direito a voto será divulgada no dia 31 de julho de 2017, quinze dias antes do pleito, ficando à disposição para consulta de todos (as) os (as) interessados (as) na sede do Sindicato.

Artigo 6 - O SINTUFRJ fornecerá as etiquetas contendo endereço dos sindicalizados (as) aposentados (as) para cada chapa.

Parágrafo Único - Durante o período eleitoral, havendo necessidade de envio de correspondência por parte da Diretoria Executiva, para os (as) sindicalizados (as), o texto será submetido à apreciação da Comissão Eleitoral.

 

DOS CANDIDATOS (AS) E DA INSCRIÇÃO DE CHAPAS PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA

Artigo 7 - Poderão candidatar-se os (as) sindicalizados (as) com pelo menos 1(um) ano ininterrupto de filiação ao SINTUFRJ, desde que estejam em dia com suas obrigações estatutárias para com a Entidade, devendo ser garantida a participação de no mínimo 50% (cinquenta por cento) de mulheres na composição da Diretoria Executiva.

§ 1º - No ato da inscrição as Chapas deverão declarar que nenhum de seus membros ocupa cargo de Chefia. Caso no ato da inscrição haja candidato com cargo de chefia, deverá apresentar juntamente com a declaração, documento comprobatório da entrega do Cargo.

§ 2º – Considerar-se-á em dia com suas obrigações estatutárias todos (as) filiados (as) que atendam aos requisitos expressos no art.5º e 6º do Estatuto e que não tenham sofrido qualquer penalidade com base nos dispositivos do capitulo III, art.7º e 8º e seus incisos e parágrafos. No caso de o sindicalizado preencher os requisitos do presente parágrafo, mas esteja em dívida com o SINTUFRJ às mesmas deverão estar quitadas até 24 horas antes da inscrição.

§ 3º - Em cada chapa, poderão se candidatar ao terceiro mandato consecutivo os diretores que estão cumprindo o segundo mandato, observando-se o limite de 30% na inscrição da chapa.

Artigo 8 - Nenhum membro da Diretoria Executiva do SINTUFRJ poderá acumular seu mandato com cargos da Direção ou Função Gratificada, ou seus sucedâneos, na administração da UFRJ, ou nas Instituições referidas no artigo 1º, parágrafo 1º, deste Estatuto.

Artigo 9 - O pedido de registro de chapas será feito junto à secretaria da sede do SINTUFRJ nos dias 05 e 06 de julho de 2017, no horário de 9:00 às 17:00 horas e será homologado no dia 07 de julho de 2017 até as 12:00 horas.

Artigo 10 - Os cargos da Diretoria Executiva a serem ocupados serão os seguintes:

1. Coordenação Geral

2. Coordenação de Organização e Política Sindical

3. Coordenação de Educação, Cultura e Formação Sindical

4. Coordenação de Administração e Finanças

5. Coordenação de Comunicação Sindical

6. Coordenação de Políticas Sociais

7. Coordenação de Esporte e Lazer

8. Coordenação de Aposentados e Pensionistas

§ 1º - Cada Coordenação é composta por 03 (três) membros.

§ 2º - Devem ainda ser inscritos (as) 03 (três) candidatos (as) Suplentes.

§ 3º - Sendo o pleito baseado na majoritariedade a chapa deve ser inscrita com 28 (vinte e oito) nomes nas respectivas coordenações e suplência de forma indicativa, que poderão ser alterados de coordenações a critério da chapa vencedora.

Artigo 11 - As chapas deverão conter, além dos nomes, na forma citada no artigo anterior, as respectivas assinaturas e número de registro Siape dos (as) candidatos(as) e, em apenso, suas cartas-plataforma.

Parágrafo Único - Os pedidos de inscrição das chapas que não preencherem o requisito no caput deste artigo serão indeferidos.

Artigo 12 - As chapas registradas deverão ser numeradas em ordem crescente, a partir do número 1(um), devendo ser rigorosamente obedecida, no que couber, a ordem de registro.

Artigo 13 - Encerrado o prazo para inscrição das chapas concorrentes ficará criada a Comissão Eleitoral que providenciará de imediato, a lavratura de ata da qual constará o número total de chapas inscritas, seus nomes, número de registro de seus integrantes, que será assinada pelos membros da Comissão Eleitoral e por pelo menos 1(um/uma) integrante de cada chapa.

Parágrafo Único - A Comissão Eleitoral divulgará a ata de que trata o caput deste artigo imediatamente após sua lavratura e assinatura.

 

DOS CANDIDATOS (AS) E DA INSCRIÇÃO DE CHAPAS PARA ELEIÇÃO DE CONSELHO FISCAL

Artigo 14 – Em relação a Eleição do Conselho Fiscal, o pleito será baseado na proporcionalidade. A chapa deverá ser inscrita com 10 (dez) nomes dos (as) candidatos (as) ao cargo efetivou e suplência, de forma indicativa.

§ 1º – Aplica-se as mesmas regras de candidatura para eleição da Diretoria Executiva à eleição do Conselho Fiscal, com exceção do prazo de filiação, que poderá ser inferior a 1 (um) ano.

§ 2º - Aplica-se as mesmas regras para inscrição de chapas para Diretoria Executiva à eleição do Conselho Fiscal.

 

DAS DISPOSIÇÕES COMUNS PARA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL

Artigo 15 - No caso de pedido de impugnação de chapas ou candidatos (as) inscritos (as), este deverá ser efetivado no dia 10 de julho de 2017, até ás 12:00, junto a Comissão Eleitoral que estará reunida na sede do Sindicato.

Artigo 16 – Havendo pedido de impugnação de candidatos (as) ou chapas, a Comissão Eleitoral se pronunciará até as 15:00 horas do dia 10 de julho de 2017, decidindo todos os casos apresentados sempre de forma fundamentada, cabendo recurso até as 17:00 horas do mesmo dia.

Artigo 17 - Confirmada a impugnação, decisão da qual não caberá mais recurso, as chapas terão até as 12:00 horas do dia 11 de julho de 2017, para substituição de nomes, se for o caso, a qual será analisada pela Comissão Eleitoral até às 16:00 horas do mesmo dia.

Artigo 18 - Feita a substituição dos nomes impugnados, e havendo aprovação da Comissão Eleitoral, será lavrada nova ata com as alterações procedidas, que terá a mesma divulgação assegurada à ata original.

 

DA COMISSÃO ELEITORAL

Artigo 19 - A Comissão Eleitoral será composta por:

1. 02 (dois) integrantes da Diretoria Executiva;

2. 02(dois) representantes de cada chapa inscrita.

§ 1º - Os (as) integrantes da Comissão Eleitoral elegerão, entre si, um (a) Presidente, e 2 (dois) Secretários (as).

§ 2º - Inscritas as chapas e credenciados (as) os (as) representantes de cada chapa, cessa imediatamente a participação do (a) representante da Diretoria Executiva na Comissão Eleitoral.

§ 3º - A Comissão Eleitoral avaliará a necessidade de sua ampliação e poderá fazer a qualquer momento, respeitada a paridade na representação de cada chapa inscrita.

Artigo 20 - Caberá à Comissão Eleitoral organizar e coordenar o processo eleitoral, recebendo pedidos de impugnação e recursos interpostos, competindo-lhe decidir toda a matéria a ele pertinente e, em última instância, sempre com base no Estatuto do SINTUFRJ e no disposto neste Regulamento Eleitoral, nos princípios gerais de direito e equidade.

Artigo 21 - A Comissão Eleitoral se reunirá diariamente e durante os 03 (três) dias da eleição, e a qualquer momento que se fizer necessário.

 

DO PROCESSO DE VOTAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL

Artigo 22 - O voto é facultativo e o sufrágio universal é secreto, sendo obrigatória a identificação do (a) eleitor (a) no momento da votação, mediante a apresentação do documento de identidade com foto à mesa receptora.

Parágrafo Único - É vedado o voto por procuração.

Artigo 23 - O voto será atribuído à chapa completa, sendo considerados nulos os votos rabiscados; com mais de uma chapa assinalada, ou sem a rubrica de pelo menos um Mesário, observando o disposto no § 2º do Art. 27.

Artigo 24 - Será considerado voto válido apenas aqueles atribuídos a qualquer uma das chapas concorrentes, bem como aqueles em que for assinalada uma e somente uma das chapas concorrentes, ressalvados o disposto neste regimento no capítulo da apuração.

Artigo 25 - Os locais de votação serão divulgados pela Diretoria Executiva nesta edição do Jornal do SINTUFRJ, quando instalada a Comissão Eleitoral.

Parágrafo Único - Haverá seções eleitorais em todas as Unidades e Centros que se encontrem geograficamente isolados ou fora dos campi, sendo vedado número de seção eleitoral menor do que a praticada na eleição anterior.

Artigo 26 - Em cada local de votação haverá uma mesa receptora, composta por um membro de cada chapa, com iguais direitos, a quem competirá organizar e dirigir os trabalhos de votação, bem como dirimir, em primeira instância, as controvérsias observadas no curso do processo eleitoral.

§ 1º - No caso da referida mesa receptora, por qualquer motivo, não vier a ser instalada, caberá à Comissão Eleitoral viabilizar a sua implementação, garantindo o direito às eleições da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do SINTUFRJ a serviço da categoria.

§ 2º - Os nomes dos (as) mesários (as) serão apresentados pelas chapas concorrentes à Comissão Eleitoral, devendo cada chapa indicar pelo menos 2 (dois/duas) mesários (as) fiscais e 1 (um) suplente por cada local de votação.

§ 3º - Os (as) mesários (as) fiscais efetivos (as) e os (as) suplentes poderão se revezar como mesários e fiscais.

Artigo 27 - Ficará sob a guarda dos (as) mesários (as) os seguintes materiais:

a) Urna lacrada e rubricada pelos mesários (as);

b) Listagem dos (as) eleitores (as) do local de votação;

c) Número de cédulas iguais ao número de leitores (as) do local de votação acrescido de reserva de 5% (cinco por cento), por dia;

d) A ata de votação do dia;

§ 1º - Cada eleitor receberá 02 (duas) cédulas, uma referente a eleição da Diretoria Executiva e outra referente a eleição do Conselho Fiscal, sendo obrigatório o depósito das 02 (duas) cédulas na urna.

§ 2º - As cédulas inutilizadas serão entregues à Comissão Eleitoral com anotação correspondente à ata do dia.

Artigo 28 - As rubricas dos (as) mesários (as) nas cédulas de votação deverão ser feitas no ato de identificação dos (as) eleitores (as).

Artigo 29 - No ato de abertura de cada urna para recebimento dos votos, será lavrada ata que ficará sob a guarda dos (as) mesários (as) durante a votação e deverá conter:

a) Nome e local de votação (Centro/Unidade);

b) Número da urna;

c) O nome dos (as) mesários (as), assim como a substituição dos (as) mesmo (as);

d) Horário de abertura e fechamento da urna;

e) Número de eleitores (as) e de votação da urna;

f) Qualquer anormalidade ou fato relevante ocorrido durante a votação ou qualquer registro que seja solicitado por fiscais das chapas.

Artigo 30 - A abertura e fechamento das urnas, a cada dia de votação, deverá ser feito no horário estabelecido para aquele local, através de lacre obrigatório e rubricado por pelo menos 1 (um) dos (as) componentes da mesa receptora e 1 (um) membro da Comissão Eleitoral.

Artigo 31 - Será colhido em separado o voto referente a eleitor (a) cujo nome não conste na listagem relativa à sua urna, desde que seja apresentado documento de identificação com foto e número de SIAPE para posterior conferência de sua sindicalização pela Comissão Eleitoral.

Artigo 32 - Será permitida a boca de urna desde que não atrapalhe o ato da votação.

Artigo 33 - Em cada local de votação haverá uma seção eleitoral e em cada uma delas uma urna, que deverá ser trocada por outra nova em cada dia de eleição devendo as já utilizadas serem enviadas para a sede do SINTUFRJ tão logo seja encerrada a votação no dia respectivo.

Parágrafo Único - As urnas ficarão depositadas em sala previamente designada para este fim, de conhecimento de todas as chapas inscritas no processo eleitoral, cabendo a estas a fiscalização da guarda.

 

DA APURAÇÃO DA ELEIÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL

Artigo 34 - A Apuração ficará a cargo de 8 (oito) mesas compostas por, no máximo, 1 (um) apurador (a) de cada chapa.

§ 1º - A apuração será no último dia de votação, após o fechamento das urnas e da organização dos trabalhos pela Comissão Eleitoral, podendo ser prorrogado para o dia subsequente ao último dia de votação, sendo dia útil ou não, de acordo com o consenso da Comissão Eleitoral.

§ 2º - As chapas indicarão um nome para integrarem cada uma das mesas apuradoras, respeitado o limite do caput deste artigo, sendo permitida a substituição dos indicados.

§ 3º - Os (as) apuradores (as) deverão ser credenciados (as) pela Comissão Eleitoral.

Artigo 35 - Abertas as urnas, a mesa apuradora verificará se o número total de cédulas corresponde ao número de votantes, mediante verificação dos dados constantes da ata de votação.

Artigo 36 - Caso haja diferença superior a 5% (cinco por cento) entre o número total de votos e o número de votantes constantes da ata referida no artigo anterior, a mesa apuradora deverá requisitar a listagem de votação e verificar as assinaturas dela constantes.

Artigo 37 - Em se mantendo a diferença observada, após todas as checagens e recontagens possíveis por parte da Mesa apuradora, a urna em questão será anulada, sob autorização da Comissão Eleitoral, não devendo ser apurada em nenhuma hipótese.

Parágrafo Único - Os votos em separados não serão considerados para efeito da anulação de que trata este artigo.

Artigo 38 - Os votos serão apurados e registrados em ata de apuração, da qual deverá constar:

a) Local de votação do qual procede à urna;

b) Total de eleitores da urna;

c) Total de votantes da urna;

d) Total de assinaturas e de cédulas;

e) Número de votos válidos de cada chapa;

f) Número de votos nulos;

g) Número de votos em branco;

h) Número de votos em separado;

i) Assinatura dos (as) apuradores (as).

Artigo 39 - O processo de apuração será acompanhado pela Comissão Eleitoral e pelos (as) fiscais designados (as) pelas chapas concorrentes, na quantidade de 01 (um) fiscal para cada chapa inscrita em cada mesa de apuração, devidamente credenciado (a) junto àquela comissão, permitida a substituição.

Artigo 40 - Finda a apuração, a Comissão Eleitoral totalizará os votos, elaborando mapa final de votação que conterá a discriminação dos votos para cada chapa, dos votos brancos e dos nulos, por local de votação e já totalizados os de toda a Universidade.

 

DO RESULTADO DAS ELEIÇÕES DA DIRETORIA EXECUTIVA E DO CONSELHO FISCAL

Artigo 41 – As eleições para Diretoria executiva e do conselho fiscal do SINTUFRJ ocorrerão de acordo com os seguintes critérios:

I – Quando houver apenas duas chapas inscritas para Diretoria Executiva, a chapa eleita será aquela que obtiver maioria simples dos votos válidos.

II - Se houver mais de duas chapas inscritas, as eleições para Diretoria Executiva do SINTUFRJ ocorrerão em dois turnos, desde que nenhuma delas obtenha, no primeiro turno, 50% mais 1 (cinquenta por cento mais um) dos votos válidos no processo eleitoral.

III - No caso da chapa mais votada, no primeiro turno, obter 50% mais 1 (cinquenta por cento mais um) dos votos válidos, esta será aclamada vencedora sem necessidade de segundo turno.

IV - Havendo necessidade de realização de dois turnos nas eleições, o segundo turno ocorrera nos dias 12,13 e 14 de setembro de 2017.

V – Em relação a eleição para Conselho Fiscal, pelo critério ser da proporcionalidade, não haverá segundo turno.

VI – Na hipótese do inciso anterior concorrerão no segundo turno apenas as duas chapas mais votadas no primeiro turno.

VII - Havendo empate entre as chapas concorrentes no segundo turno, serão realizados tantos turnos subsequentes quanto forem necessários para estabelecer o desempate.

VIII - É vedada a fusão de chapas regularmente inscritas, bem como a mudança de candidatos, em qualquer dos turnos, salvo se houver impugnação de candidatos.

IX- No caso de haver apenas uma chapa inscrita a mesma estará eleita com maioria simples dos votos válidos.

Artigo 42 - Feita a apuração e totalização dos votos, observados os requisitos do artigo anterior, serão considerados eleitos para a Direção Executiva e suplência os candidatos constantes na lista ordenada da chapa vencedora do pleito, devendo, por fim, ser lavrada ata final das eleições pela comissão eleitoral, que será imediatamente levada a público, e da qual constará:

1- Dia, hora e local da abertura e encerramento dos trabalhos;

2-Numero total de eleitores(as) que votarem;

3- Resultado geral da apuração;

4- Narração sucinta de protestos eventualmente formulado pelas chapas;

5- Todas as demais ocorrências relevantes havidas durante a apuração;

6- A diretoria eleita e seus respectivos cargos.

Artigo 43 - O prazo para apresentação de recurso dos resultados da eleição será de 2 (dois) dias úteis contados a partir do primeiro dias útil após a proclamação do resultado pela Comissão Eleitoral.

Parágrafo Único – Serão acolhidos pela Comissão Eleitoral, exclusivamente os recursos das chapas concorrentes que digam respeito à violação das normas estabelecidas por este regulamento.

 

DISPOSIÇÕES FINAIS

Artigo 44 - A cédula de votação será elaborada pela Comissão Eleitoral, obedecendo o seguinte critério: Serão criadas cédulas distintas para eleição da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal, com 06 (seis) cores distintas as diferenciando, utilizando-se 02 (duas) cores diferentes para cada dia de votação.

Artigo 45 - A posse da nova Diretoria Executiva do SINTUFRJ e do Conselho Fiscal será realizada no mínimo em 15 (quinze) dias corridos após o resultado final.

Artigo 46 - Cada chapa poderá credenciar até 2 (dois/ duas) advogados (as) junto à Comissão Eleitoral para acompanhamento do processo eleitoral.

Parágrafo Único - O assessor jurídico do SINTUFRJ estará à disposição para dirimir quaisquer dúvidas porventura existentes.

Artigo 47 - As Chapas concorrentes têm direito a material gráfico para divulgação de suas campanhas, suportado pela Entidade, na seguinte forma:

a) 1.000 cartazes A3 (colorido);

b) 10.000 jornais em formato tabloide (duas cores);

c) 7.000 notas em formato A4 ou 14.000 em ½ ofício (preto e branco);

d) a elaboração da arte final ficará a cargo de cada chapa, devendo ser entregue à Diretoria Executiva do SINTUFRJ até 7 (sete) dias antes da eleição;

e) 300 folhas de adesivos em papel A4.

f) quatro faixas tamanho 1,30m x 3,00m, formato da capacidade total da máquina de impressão (colorido).

g) 08 horas do carro de som do SINTUFRJ que poderão ser usados em um só dia ou em até quatro períodos diferentes de duas horas, sendo o critério de agendamento a ordem de chegada dos pedidos que serão registrados em ata e publicizados pela Comissão, sendo que o veículo terá um profissional habilitado e com roteiro previamente definido.

Parágrafo Único – Recebido o arquivo digital, com uma cópia impressa, o material será executado por ordem de chegada e entregue ao representante da Chapa em até 48 horas.

Artigo 48 – Aplica-se às Eleições do Conselho Fiscal os artigos 11, 12, 13,14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32, 33, 44, 46 e 47 do presente Regulamento, bem como demais disposições pertinentes ao caso.

Artigo 49 - Os casos omissos neste Regulamento serão resolvidos pela Comissão Eleitoral por maioria simples.

 

Rio de janeiro, 23 de junho de 2017.

Categoria vai às urnas em agosto

 

Depois de deliberar sobre a greve geral para sexta-feira, dia 30 de junho, com realização de ato radicalizado, os técnicos-administrativos em educação na assembleia definiram o calendário da eleição majoritária para a direção do Sintufrj.

 

O pleito, em primeiro turno, ocorrerá nos dias 15, 16 e 17 agosto. Caso haja segundo turno, os sindicalizados voltam às urnas nos dias 12, 13 e 14 de setembro.

 

A inscrição de chapas será nos dias 5 e 6 de julho.

 

Inovações  - Conforme deliberado no XI Consintufrj, esta eleição inaugura um novo tempo para a militância da categoria com a entrada em vigor de três significativas mudanças:

 

. Os eleitos neste pleito darão início às gestões de três anos de mandato: triênio 2017/2020;

 

. A eleição para o Conselho Fiscal será junto com a eleição para a direção do Sindicato;

 

. E se torna obrigatória a participação de mulheres na Diretoria Executiva de, no mínimo, 50%.