Rumo à qualificação

Cursos oferecidos pelo Sindicato ampliam o alcance da qualificação de trabalhadores técnico-administrativos

A coordenadora pedagógica dos cursos do Sintufrj, Daniele São Bento, explica que o edital do curso para o segundo semestre está previsto para a segunda quinzena de julho, e dá detalhes desta iniciativa do Sindicato, atento às mudanças no perfil acadêmico da categoria.

 

Como é

O Curso Preparatório, aberto a técnicos-administrativos filiados ao Sintufrj, dependentes, prestadores de serviço, oferece quatro disciplinas: inglês instrumental, espanhol instrumental, redação acadêmica e metodologia de pesquisa. São 20 vagas por turma, oferecidas em dias de semana e horários distintos, no Fundão (na Decania do CT) e na Praia Vermelha (na Eco).

Além da preparação para concorrer à pós-graduação, os cursos podem ser usados para a progressão por capacitação.

 

Pesquisa

Caroline Bárbara Ferreira, doutora em História pela Uni-Rio, ministra metodologia de pesquisa. A finalidade do curso de três meses é auxiliar o aluno na produção de projetos e pesquisas acadêmicas para inserção na pós-graduação. Além do conceito, os alunos aprendem também na prática a construir seu projeto. Para a professora, é clara a evolução do grupo, e a grande procura mostra a importância da iniciativa: “Percebemos que esta é realmente uma demanda dos profissionais”.

A bibliotecária e aluna do curso Zoraide Dantas Ribeiro, que trabalha na Biblioteca Central do CT e está há 30 anos na UFRJ, destaca: “A seleção para instituição pública tem uma cobrança grande, e quando surgiu o curso do Sintufrj abracei e pensei: minha oportunidade é agora! A inscrição bombou, mas, para minha surpres, a fui contemplada. Fiquei mais feliz ainda quando conheci Caroline, uma pessoa dedicada, que levanta nosso astral. Que venham outros projetos!”.

 

Orientação acadêmica

O Sintufrj disponibilizou uma profissional capacitada para a orientação acadêmica, a psicóloga e pedagoga Iara Barros. Ela ajuda o aluno que ainda não sabe qual linha de estudo seguir na pós-graduação. Segundo ela, os alunos, a maioria com mais de 40 anos, estão em geral há muito tempo afastados dos estudos e receosos de enfrentar a seleção. Com sua ajuda, podem conhecer os meandros desse processo.

 

UFRJ incentiva qualificação

 

Na UFRJ, há reserva de vagas para servidores técnico-administrativos e docentes em uma série de programas de pós-graduação, nas mais diversas áreas, por meio do Programa de Qualificação Institucional (PQI). É uma iniciativa conjunta das pró-reitorias de Pós-Graduação e Pesquisa, Planejamento e Finanças e de Pessoal lançada em agosto de 2017.

 

Os programas de pós-graduação da UFRJ que aderirem ao PQI são contemplados com recursos equivalentes ao de uma bolsa por estudante matriculado.

 

“Nós temos 129 programas na UFRJ. Destes, 40 fizeram adesão. Um excelente número nesta primeira edição (em que se matricularam 38 estudantes)”, avalia Leila Rodrigues, pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa. Ela explica que a PR-2 está fazendo o levantamento junto às coordenações dos programas para saber quando lançam seus editais para 2019 e qual a projeção de reserva de vagas para servidores, para a nova edição do PQI.

 

“Do ponto de vista acadêmico, a avaliação é muito positiva. É bom para a instituição, para os programas e para os servidores. Temos os melhores cursos de pós-graduação”, pondera a pró-reitora.

 

Mais detalhes na página www.pr2.ufrj.br/noticia/1369.